Periódicos

Imprimir
Confidências para o exílio 2
AA.VV.
Design de CMC – Comunicação Visual, Lda.
Produção de Luís Palma
Miguel von Hafe Pérez
21X16cm
64 páginas
1000 exemplares
1994
(Novembro)
Porto
não tem
Offset. Capa impressa a duas cores (roxo e verde); miolo impresso a preto. Cadernos cosidos e colados.
Editorial de Miguel von Hafe Pérez que explora um conceito que designa por “criatividade deceptiva”: “Este conceito aponta para a premente necessidade de se diminuir o carácter ditatorial do autor enquanto produtor de obras que se apoiam numa incomunicabilidade estética, antes adoptando-se estratégias de crescente responsabilização do acto receptivo. Criatividade deceptiva, portanto, porque em oposição a uma criatividade hiper-subjectivada e auto-referente, geralmente associada aos mais diversos expressionismos, ou a uma “arte-pela-arte”, conducente a formalismos cínicos, e que numa conjuntura social como a nossa são fonte de intermináveis equívocos, pois tende a aceitar os mais diversos projectos sem qualquer espírito crítico.”
Textos de Álvaro Lapa; Texto de Óscar Faria “Self-Obsessed and Sexxee”, sobre a obra de Álvaro Lapa; Texto de Pinto Pereira “Mesmo na circunstância, Arquitecto”; Imagens e textos de Pedro Portugal “O Dogma Homeostético (83-86) – Pós-Paradoxologia aplicada” e “Projectos 1993-1994”; Texto de Pedro Gadanho “Correspondências”.
Imagens na secção Portfolio nº 1 de André Magalhães (Watching together is an oxymoron), António de Sousa, Cristina Mateus, Luís Palma e Miguel Leal (A tribute to Bernd and Hilla Becher).
Biblioteca da ESAD.CR, Caldas da Rainha
Biblioteca da Fundação Gulbenkian, Lisboa
id
date time
2016-12-21 21:45:56